Novo Tratamento para Guillain-Barré

A síndrome de Guillain-Barré é uma doença autoimune aguda geralmente desencadeada por uma infecção respiratória ou gastrointestinal. A resposta imune do organismo à infecção é dirigida contra a cobertura que isola os nervos, retardando ou interrompendo os sinais nervosos.

Ela também é chamada de polirradiculoneuropatia desmielinizante inflamatória aguda (PDIA). Seu início do pode ser bastante súbito e inesperado e requer hospitalização imediata. É raro e pode afetar pessoas de qualquer idade e gênero.

Normalmente, as células do sistema imunológico atacam apenas materiais estranhos e organismos invasores, mas, nesse caso, o sistema imunológico começa a destruir a bainha de mielina que envolve os axônios de muitas células nervosas e, às vezes, os próprios axônios.

Sintomas

O Guillain-Barré pode ser um desafio para se diagnosticar, especialmente porque seus sintomas se assemelham aos de outras doenças. Em geral, médicos solicitam e empregam uma variedade de testes para conseguir um diagnóstico preciso, como:

  • Exame físico e neurológico;
  • Punção lombar;
  • Testes de eletro diagnóstico (como eletromiografia) que avaliam a função muscular e nervosa;

Ao longo de dias a semanas, os pacientes com Guillain-Barré vivenciam algumas deteriorações e fraquezas, que geralmente começam nas pernas, progridem para os braços e para parte superior do corpo, podendo tornar-se grave.

Os músculos que controlam a respiração também podem ser afetados, fazendo com que os pacientes tenham dificuldade em desenvolver a ação. Muitos pacientes com síndrome de Guillain-Barré são hospitalizados e podem permanecer lá por dias a meses. Outros sintomas podem incluir:

  • Movimentos descoordenados;
  • Dores e cólicas severas;
  • Incapacidade de caminhar ou subir escadas;
  • Dores, dores ou cólicas musculares
  • Sensações de espinhos nos dedos das mãos, dedos dos pés, tornozelos ou pulsos;
  • Visão embaçada;
  • Tontura;
  • Perda de controle da bexiga ou da função intestinal;

Causas

A causa exata do Guillain-Barré não é conhecida, mas geralmente ele se apresenta alguns dias ou semanas após uma infecção viral ou bacteriana viral. O gatilho mais comumente identificado é a infecção gastrointestinal após intoxicação alimentar.

Recentemente, alguns países relataram um aumento da incidência de Guillain-Barré após a infecção pelo vírus Zika. É importante salientar que o Guillain-Barré não é contagioso.

Tratamentos

Médicos tratam a síndrome de Guillain-Barré com duas formas de terapia que podem diminuir a gravidade dos sintomas e acelerar a recuperação:

  • Plasmaférese, um procedimento no qual os médicos filtram anticorpos anormais do sangue. A plasmaférese é eficaz para aliviar os sintomas de fraqueza muscular e fadiga e acelerar a recuperação.
  • Alta dose de terapia com imunoglobulina (IVIg), em que os pacientes recebem infusões de proteínas imunes derivadas de dadores normais; este tratamento pode enfraquecer o ataque do sistema imunológico ao sistema nervoso e acelerar a recuperação.

A síndrome de Guillain-Barré pode avançar rapidamente e tornar-se fatal, por isso é melhor tratada em um ambiente onde os pacientes estão sob constante observação e onde qualquer deterioração neurológica pode ser rapidamente detectada e tratada.

A reabilitação é parte integrante da recuperação da síndrome de Guillain-Barré. A maioria dos pacientes eventualmente se recupera dos casos mais graves, embora alguns continuem com fraqueza.

Os pacientes geralmente começam a reabilitação enquanto ainda estão no hospital, e podem continuar trabalhando com especialistas por algum tempo, dependendo da extensão e duração de sua fraqueza.

Durante a reabilitação, especialistas avaliam a força muscular e as habilidades motoras, desenvolvem exercícios individualizados e programas de reabilitação para cada paciente, recomendando equipamentos para o lar do paciente e garantindo segurança e mobilidade.

Agora que você conhece todas as causas, sintomas e formas de tratar o Guillain-Barré, fique atento para quaisquer sintomas estranhos que possam vim a surgir e que possam prejudicar sua saúde. Consulte seu médico em caso de qualquer dúvida e previna-se!

Quantas Estrelas Vale Este Artigo?

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votes, average: 5,00 out of 5)

Loading...

Está página foi lhe útil? Por Gentileza Compartilhe. É muito importante para nós!